Contagem de carboidratos e suas categorias

Todos devemos manter uma alimentação saudável durante toda a vida, para melhorar nossa saúde e prevenir doenças.

Para a pessoa que tem diabética (tipo 1, ou 2, ou diabetes gestacional), o cuidado com o que se come é primordial!

O diabetes pode afetar todo o metabolismo e as oscilações no nível de glicose (açúcar) no sangue expõe o diabético às complicações agudas (hipo e hiperglicemia) e às crônicas (nos rins, olhos e nervos).

A maior parte dos alimentos que ingerimos, altera o nível de glicose, mas principalmente os carboidratos, que são os responsáveis pelo aumento depois das refeições. Por esta razão, as pessoas com diabetes devem conhecer o quanto ingerem de carboidratos em cada refeição e precisam saber quais alimentos os contém, e quanto oferecem em cada porção.

Os carboidratos, chamados de açúcares, comumente são classificados em 2 tipos:

CARBOIDRATOS SIMPLES:

· Açúcar refinado, açúcar mascavo, mel, melado, xarope de milho, garapa, rapadura;

· Balas, chicletes, doces em gera, caldo de cana e refrigerantes;

· Leite e derivados (iogurte, coalhada e queijos);

· Frutas e suco de frutas.

CARBOIDRATOS COMPLEXOS:

· Cereais e derivados, tais como: arroz, trigo, centeio, cevada, milho, aveia, farinhas, massas, pães, biscoitos, macarrão, polenta, pipoca

· Tubérculos: batata-doce, inhame, batata inglesa, mandioca, mandioquinha.

· Leguminosas: feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico.

O carboidrato é um nutriente encontrado nos alimentos e tem como função básica fornecer calorias utilizadas para as atividades diárias do organismo (respirar, caminhar, falar etc).

A CONTAGEM DE CARBOIDRATOS serve como método para ajudar no controle glicêmico de pacientes diabéticos que usam insulina. Basicamente, a pessoa observa a quantidade que consome desses alimentos e ajusta sua dose de insulina para esta quantidade, pois, como sabemos o carboidrato que você come é quebrado em glicose e esta entra na sua corrente sanguínea (glicemia ou açúcar no sangue).

Na prática, para o usuário de insulina de ação rápida ou ultra-rápida, costumamos indicar:

· Adulto: 1 unidade de insulina para 15-25g de carboidrato

· Criança: 1 unidade de insulina para 20-30g de carboidratos

É muito importante entender que para se aplicar a contagem de carboidratos o trabalho é feito em equipe: PACIENTE, família, médico, nutricionista, educador em diabetes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *